Saiba qual é a forma correta de fazer a limpeza dos eletrodomésticos

22nd junho 2017   ·   0 Comentários

Segundo especialistas, é importante desligá-los da tomada e evitar substâncias abrasivas na hora de fazer a limpeza desses utensílios

De vinagre e água com limão a esponjas de aço, são muitos os “truques” que as pessoas utilizam para fazer a limpeza de eletrodomésticos e cantinhos da casa, mas nem todos os métodos são realmente indicados e eficazes nessa hora.

De acordo com Carlos Marcolin, gerente de marketing de ativação da Electrolux, apesar de ser uma parte normalmente negligenciada do manual, é essencial prestar bastante atenção às instruções que vêm junto com o aparelho tanto para limpá-lo e conservar seu brilho quanto para evitar corrosão.

Segundo especialistas, substâncias inflamáveis - como álcool e querosene - e esponjas de aço são proibidas nessa limpeza

Segundo especialistas, substâncias inflamáveis – como álcool e querosene – e esponjas de aço são proibidas nessa limpeza

Foto: Shutterstock

Confira dicas de como se deve fazer a limpeza de cada eletrodoméstico – tanto por dentro quanto por fora – e saiba quais produtos é melhor evitar nessa hora.

Geladeira e freezer

Para reduzir odores na geladeira, o ideal é manter todos os alimentos em potes com tampa

De acordo com Marcolin, a higienização de refrigeradores deve ser feita semanalmente. Antes de tudo, é necessário retirar todos os produtos que estão dentro deles e desligá-lo da tomada.

Depois, utilize uma esponja macia molhada na água fria e um pouco de detergente neutro para higienizar todo o interior do eletrodoméstico.

O mesmo deve ser feito com o freezer. Marcolin explica que é melhor limpá-lo no momento em que estiver mais vazio e em um intervalo de 15 dias. Caso haja algum produto que não deve descongelar, como carnes, é necessário colocá-los em uma caixa de isopor durante o processo de higienização.

Muita gente se queixa de odores desagradáveis no refrigerador e, para que isso seja evitado, é importante ser bastante detalhista com a questão do armazenamento de alimentos. Segundo Marcolin, é importante sempre armazenar os mantimentos em recipientes com tampa (nada de saquinhos plásticos ou embalagens semiabertas), ficar de olho na data de validade de todos os produtos e pesquisar a respeito do tipo de conservação que cada um deles exige.

Forno de micro-ondas

Para que o micro-ondas se conserve, deve ser devidamente limpo e seco após cada uso

Apesar do uso de coberturas plásticas nos pratos antes de colocá-los no micro-ondas, o forno frequentemente fica cheio de respingos de alimentos.

De acordo com Marcolin, é essencial manter o utensílio limpo e seco e, para isso, é necessário higienizá-lo com um pano úmido toda vez que ele for utilizado e fazer uma limpeza mais profunda semanalmente.

Para remover gordura ou outros resíduos mais “teimosos”, é necessário utilizar sabão neutro, enxaguar as superfícies com um pano molhado e secar tudo. Após esse processo, é indicado manter a porta do micro-ondas aberta por alguns minutos para que o excesso de umidade evapore para fora dele.

Para limpar a parte externa desse eletrodoméstico, Marcolin explica que é necessário usar uma esponja ou um pano macio e um detergente suave. É importante não deixar que entre água nos orifícios de ventilação do micro-ondas para evitar danos no funcionamento interno do eletrodoméstico.

O painel do micro-ondas não fica com resíduos de comida, mas é a parte do eletrodoméstico para a qual mais transferimos qualquer coisa que tenhamos na pele das mãos. Para limpá-lo, é necessário utilizar um pano úmido e manter a porta do forno aberta durante o processo para que ele não seja ligado acidentalmente. Depois disso, seque imediatamente.

Fogão e forno a gás

Para facilitar a limpeza, alguns fornos vêm com uma função que derrete todos os resíduos

Como os respingos de gordura e comida são frequentes, os fogões e fornos à gás estão constantemente sujos. Para evitar que se formem crostas difíceis de se remover, é indicado que eles sejam limpos após cada uso – tanto por fora quanto por dentro – com um detergente neutro.

Para superfícies feitas com inox, é importante procurar produtos que sejam próprios para esse tipo de material.

Marcolin afirma que alguns fornos já vêm com uma função autolimpante que faz as gorduras se dissolverem utilizando superaquecimento. Na hora de limpar, portanto, é importante verificar se o eletrodoméstico possui essa função.

Cafeteira

A limpeza interna da cafeteira é quase como fazer café, mas utilizando apenas água

Para se livrar de possíveis respingos de café e pó acumulado na superfície de cafeteiras é importante limpar o exterior delas constantemente com uma esponja embebida em detergente neutro e remover os resíduos com um pano seco e úmido.

Já o interior da cafeteira deve ser limpo ao menos uma vez por mês e, de acordo com Adriana Gimenes, gerente de marketing de eletroportáteis da Electrolux, basta despejar água e ligá-lo como se fosse preparar café, mas sem o pó.

Torradeira

Atenção: nunca despeje nenhuma substância ou coloque objetos nas aberturas da torradeira

De acordo com Adriana, a higienização da parte externa da torradeira é igual à da cafeteira, feita com um detergente neutro em uma esponja molhada e, na sequência, retirar os resíduos com um pano limpo e úmido.

Na hora de limpar a parte interna desse eletrodoméstico, é importante que não se insira substância ou objeto algum na abertura dos pães.

Normalmente, há uma gaveta que serve como um depósito para as migalhas de pão. Sendo assim, basta retirá-la, jogar os resíduos fora e inserir novamente a peça na torradeira toda vez que ela for utilizada.

Adriana também afirma que nunca se deve colocar pães com recheio, margarina ou qualquer outro ingrediente para tostar na torradeira, já que eles podem derreter e grudar na parte interna do aparelho, impossibilitando a limpeza e fazendo com que o objeto libere cheiro de queimado sempre que for utilizado.

Sanduicheira

Não é uma boa ideia cutucar restos de comida com talheres na hora de limpar a sanduicheira

É comum que algumas pessoas embrulhem os alimentos em papel alumínio antes de colocá-los na sanduicheira ou tentem limpá-la com talheres, mas, de acordo com Adriana, nenhuma dessas atitudes é a correta.

A limpeza externa desse eletrodoméstico deve ser feita da mesma forma que a da torradeira e da cafeteira, enquanto a interna requer algumas etapas a mais e é necessária após cada uso.

Primeiramente, é preciso retirar o aparelho da tomada e deixá-lo ficar morno. Depois, um papel absorvente pode ser utilizado para retirar o excesso de gordura e alimentos da superfície da chapa. Em seguida, deve-se usar uma esponja macia com detergente e retirar os resíduos com um pano limpo e úmido.

Fuja destes produtos

Apesar de alguns produtos conferirem um brilho sem igual aos utensílios de cozinha, a composição deles pode acabar danificando os eletrodomésticos. Segundo Marcolin, utilizar produtos abrasivos (ou seja, que se utilizam de corrosão para conferir brilho e polimento para superfícies), escovas de metal e esponjas plásticas ou de aço pode fazer com que as superfícies dos aparelhos fiquem riscadas e os revestimentos interiores sejam prejudicados.

Para evitar acidentes, fluidos inflamáveis – como álcool, querosene, gasolina e tiner – e produtos químicos como detergentes com amoníacos, ácido, vinagres e soda não devem fazer parte do ritual de limpeza de eletrodomésticos.

LEIA TAMBÉM:

Readers Comments (0)